Mais médicos: A Importância do Programa nos Hospitais do Brasil

Muita se fala sobre o programa mais médicos que nasceu por uma iniciativa do Sistema Único de Saúde (SUS), mas você sabe do que esse programa se trata?

O que é o programa mais médicos?

O Programa Mais Médicos (PMM) nasceu de uma iniciativa do governo federal, através do apoio estadual e municipal, com o objetivo de melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além do programa aumentar o número de médicos para regiões onde há escassez ou ausência de profissionais, o programa aposta na ampliação das Unidades Básicas de Saúde (UBS), as UBS atuam na promoção, prevenção, além de realizar atendimentos clínicos aos usuários.

O programa também tem como objetivo de atuar com novas vagas de graduação e residência médica para também qualificar e contribuir para a formação dos profissionais.

O programa nasceu em 2013 com foco em um melhor atendimento as regiões carenciadas de serviço de saúde.

Quem pode participar do programa mais médicos?

Pode participar do programa mais médicos os profissionais graduados em medicina brasileiros e estrangeiros. Esses médicos vão atuar nas áreas com maior necessidade, visando levar a qualidade e a humanização aos pacientes, garantindo assim, o acesso de todos a uma saúde digna, segundo as diretrizes do SUS.

O programa mais médicos atua em três eixos principais

Eixo 1 – Provimento Emergencial

Como já citamos anteriormente o programa nasceu com o objetivo de aumentar o número de médicos nas regiões mais carentes como a população rural, indígena e periférica, porque em muitas regiões do Brasil há muitos médicos por habitante, mas esses mesmos médicos não chegam em locais rurais, periféricos ou indígenas como acima citado.

O provimento emergencial é o primeiro e grande eixo do programa, já que a partir dele o SUS conseguiu atender 4.058 municípios, cobrindo 73% das cidades brasileiras, garantindo então o atendimento de aproximadamente 63 milhões de pessoas, que antes tinham dificuldade para conseguir um atendimento médico de qualidade.

Eixo 2 – Educação

O programa visou também mudar a formação médica do Brasil. E justamente por esse eixo o programa vai garantir que todas essas regiões continuem sendo atendidas por profissionais qualificados, e que não falte mais profissionais em nas áreas criticas do país.

O intuito é formar médicos e especialistas, a meta do Governo Federal é criar 11,5 mil vagas para a graduação, e 12,4 mil vagas para a residência nos próximos anos. Para já mais de 6 mil vagas de graduação e residência foram autorizadas. Esses dados numéricos foram tirados do site oficial do programa.

Eixo 3 – Infraestrutura

O terceiro eixo do programa visa a infraestrutura, já que tem como objetivo melhorar a qualidade da atenção básica no país, para isso é investido bilhões de reais todos os anos no projeto, para que os municípios executem a construção de novas unidades, e a reforma das unidades que são necessárias para que a qualidade do atendimento seja garantida.

A importância do programa nos hospitais do Brasil

 A atuação do programa não é em hospitais, os médicos ficam especial na unidade de atenção básica a saúde, mas isso ajuda todo o sistema de saúde, incluindo os hospitais, sabe por que?

A unidade básica de saúde é a porta de entrada para o SUS, a UBS está presente em todos os municípios e hoje está próxima de todas as comunidades.

A UBS vai detectar e tratar inúmeros problemas de saúde, além de trabalhar as formas de prevenção para que algumas doenças sejam evitadas. Estima – se que 80% dos problemas de saúde possam ser resolvidos nas unidades básicas de saúde.

Mas antes do programa mais médicos muitas UBS não existiam, ou se existiam não tinham a quantidade de médicos suficientes, isso tinha consequência em duas coisas: a super lotação dos hospitais por falta de atendimento das UBS, ou o agravamento de doenças que podiam ser tratadas anteriormente pela UBS.

Com a criação dos programas os hospitais podem dar mais atenção para os casos que só podem ser especificamente tratados em hospitais, além de diminuir o número de casos.

O programa mais médicos não está em um hospital específico, visto que sua atuação é na UBS.

Mas o programa pode ser encontrado em todos os estados brasileiros, quando os municípios tiveram uma quantidade de médicos abaixo do esperado, principalmente os rurais, indígenas e periféricos.

Se você gostou desse artigo continue em nossa página e confira muito mais.

Referência Bibliográficas:
http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2013/setembro/27/2013-08-21-informe-mais-medicos.pdf